O que forma nossa personalidade?

O que forma nossa personalidade?

Essa questão vem intrigando os pesquisadores há muitos e muitos anos!

Sabemos que a personalidade se forma nos lobos frontais do nosso cérebro. Também sabemos que há uma “essência” individual, que faz com que cada indivíduo organize seu universo interior de modo absolutamente particular. Uma prova disso são gêmeos idênticos, que crescem juntos, são educados da mesma maneira, muitas vezes amigos, e se tornam pessoas totalmente diferentes.

Embora não saibamos o quanto podem influenciar, há traços genéticos na determinação da personalidade.

As pesquisas mais importantes apontam o ambiente – criação, educação, modo de vida familiar, convívio social, etc. – como o maior determinante da personalidade.

A visão de Freud, totalmente desenvolvimentista, relaciona a formação da personalidade ao processo de desenvolvimento do instinto sexual. Isso teria início a partir do primeiro ano de vida da criança, ou até antes.

Diz Freud que existem cinco estágios psicossexuais: fase oral, fase anal, fase fálica, fase de latência e fase genital. A maneira específica como cada um vive e lida com conflitos despertados nessas fases determinarão suas personalidades específicas.

Freud disse que a estrutura da personalidade é formada por três instâncias, o id, o ego e o superego. Mas esse assunto, deixaremos para um próximo texto.