Ascaridíase

Também conhecida como lombriga, a ascaridíase é uma verminose causada por um parasita chamado Ascaris lumbricoides.

É uma verminose intestinal humana extremamente comum no mundo todo. Sua contaminação ocorre com a ingestão de alimentos infectados com ovos do parasita, com mãos sujas de terra contaminada com ovos, assim como com água contaminada. Já que o único reservatório do parasita é o homem, as fezes humanas são as responsáveis pela contaminação. Quando os ovos encontram um meio favorável, podem se tornar aptos à contaminação por vários anos.

A ascaridíase não costuma causar muitos sintomas, entretanto, devido ao ciclo de vida do parasita, pode causar dor de barriga, diarreia, náuseas, falta de apetite. Como passam, também, pelos pulmões, as larvas podem contaminar as vias respiratórias, fazendo o indivíduo apresentar tosse, catarro com sangue ou crise de asma. Se ocorrer um grande número desses vermes, pode haver quadro de obstrução intestinal – entope o intestino da pessoa infestada. Também há casos de larvas que entopem o canalzinho que leva o suco biliar ao intestino, chamado colédoco, causando icterícia – a pessoa fica amarela como um canarinho.

Em seu ciclo, as larvas saem dos ovos no intestino delgado, penetram a mucosa e, através da circulação venosa, alcançam o fígado e os pulmões. Dos pulmões alcançam a árvore brônquica. As secreções respiratórias, contaminadas com larvas, sobem à boca durante episódios de tosse ou de pigarros, são deglutidas e atingem o intestino, onde crescem, chegando ao tamanho adulto. As fêmeas podem chegar a medir 40 centímetros, os machos são menores.

O diagnóstico é feito, algumas vezes, pela observação direta dos vermes, que podem sair com a evacuação, ou por exame de fezes, onde se encontram os ovos do parasita.

O tratamento é por remédios específicos, capazes de erradicar a larva do organismo humano, todos por via oral.