Impotência sexual masculina

Impotência sexual masculina

A impotência sexual, também chamada disfunção erétil, se caracteriza pela incapacidade de manter a ereção do pênis pelo tempo necessário para manter uma relação sexual satisfatória, ou pela incapacidade total de conseguir uma ereção. Isso deve acontecer em cerca de 50% das tentativas de relação sexual, para ser considerado impotência.

Na maioria dos casos, ocorre em homens acima de 50 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade.

O homem não deve se preocupar se isso lhe acontecer esporadicamente, pois é comum e normal. Com certeza, todo homem já passou por uma situação assim. Problemas do dia a dia ou eventual sobrecarga emocional podem tirar o foco do homem, impedindo sua concentração, atrapalhando, com isso, a ereção.

O interesse sexual, ao que chamamos libido, quando ausente ou diminuído, não deve ser confundido com impotência. Nesse caso o homem não faz sexo por falta de interesse, e não por incapacidade de ter ereção. O mesmo pode se dizer da ejaculação precoce, na qual o homem tem a ereção, mas ejacula muito antes do tempo esperado. Esses assuntos serão tratados em um texto posterior.

Um homem saudável pode ter atividade sexual satisfatória até idade avançada. Nada impede um homem de 90 anos de ter uma ereção satisfatória se seu organismo estiver em bom funcionamento.

E as causas comuns?

Podemos citar, pelo menos, quatro causas comuns para a maioria dos casos de impotência: a causa emocional é, de longe, a mais importante; problemas vasculares (orgânicos); hormonais; e finalmente, doenças específicas do pênis – como, por exemplo, a doença de Peyronie, em que há uma deformação do pênis, que se curva anormalmente para algum lado.

Das causas orgânicas, o diabetes é muito importante, pois causa microangiopatia – lesões de vasos sanguíneos muito finos- nas estruturas internas do pênis, causando a impotência. A doença renal crônica também pode ser uma causa.

Outras causas são:  usuários de drogas, alcoolismo, tabagismo (fumantes), obesidade, certos medicamentos para hipertensão arterial, depressão ou psicose,  etc.

Das causas emocionais, podemos dizer que a ansiedade é a mais importante. Podem ocorrer por medo de falhar – e se falha uma vez, o medo de falhar novamente agrava a ansiedade -, por inibição ou vergonha, por inabilidade em controlar a ejaculação, temendo ejacular antes de satisfazer a parceira, entre muitas outras possibilidades.

Se você está sofrendo com uma história parecida, procure um médico de sua confiança e deixe que ele te ajude.