Qual a importância da Lua para nossa Terra?

Qual a importância da Lua para nossa Terra?

Eis aqui uma questão muito interessante.

       Poucas pessoas se dão conta do quanto a Lua é importante para nós. Sabemos que sem a Lua, provavelmente, não haveria vida na terra.

       A Lua, nosso satélite natural – satélite é o nome que se dá para corpos que orbitam planetas -, é, possivelmente, tão antiga como a Terra, cerca de 4,5 bilhões de anos.

       Durante séculos o homem vem estudando a Lua e se questionando sobre como se formou e sobre como passou a orbitar a Terra. Há várias teorias que tentam explicar a questão. Vamos, rapidamente, conhecer as mais importantes:

Teoria da captura:

       Essa hipótese aventa a possibilidade de a Lua ter sido captada pela Terra, ao passar perto desta. A Lua seria um astro errante que, em algum momento, atraída pela força gravitacional de nosso planeta, passou a orbitá-lo.

Teoria da fissão:

       Segundo seus defensores, a Terra poderia ter tido uma velocidade de rotação (girar ao redor de seu próprio eixo) bem maior no início de sua formação e, com isso, lançado grande quantidade de fragmentos de si mesma ao espaço. Esses fragmentos, com o tempo, se aglutinaram e deram origem à Lua, que permaneceu orbitando a Terra, presa à sua gravidade. Teoria descartada, pela diferença da natureza que as rochas lunares têm das rochas do Pacífico.

Coacreção:

       Essa hipótese propõe que a Terra e a Lua tenham se formado ao mesmo tempo, supondo terem, ambas, se originado de uma mesma nuvem de poeira e material cósmico.  A ideia foi descartada, pois seria difícil não se terem fundido, em algum momento, pela ação das forças gravitacionais daquele sistema.

Colisão:

       Alguns cientistas aventaram a hipótese de a Terra ter tido, em algum momento, duas luas que acabaram colidindo e se fundindo. A ideia não atraiu muitos defensores e acabou sendo pouco valorizada.

Teoria do grande impacto e teoria de impactos múltiplos de vários corpos:

      São as teorias mais aceitas até agora.

       Coloco as duas teorias juntas porque são parecidas. Na teoria do grande impacto, a Lua teria se formado pela colisão da Terra com um outro planeta menor, talvez do tamanho do planeta Marte, num ângulo que provocou a projeção de muito material ao seu redor. Com o tempo, esse material se fundiu originando a Lua. A Terra, também, teria se fundido com a parte restante desse planeta errante. Deram até um nome para esse hipotético planeta: Theia.

       Na teoria dos impactos múltiplos, bastante semelhante à anterior, muitos corpos menores que o planeta Marte teriam se chocado com a Terra primitiva e, em cada episódio, projetado material da Terra para o espaço. Esse material, após aglutinação, teria originado a lua.

       Após essa especulação sobre a formação de nosso lindo satélite, vamos ao tema principal: sua importância para nós.

       Em primeiro lugar, a Lua, devido à sua força gravitacional, causa um efeito chamado “tidal force” – efeito da força de maré. Isso faz com que o material do interior da Terra se movimente ao acompanhar os movimentos da Lua. Esse movimento provoca atrito nesse material que se torna muito aquecido, derretendo o silicato e formando o manto e a magma, conhecida como o material expelido pelos vulcões, quando em erupção. Esse processo mantém o planeta vivo.

       Essa força, também, estabiliza o movimento de rotação do planeta, evitando mudanças em seu eixo. Há uma pequena inclinação do eixo de rotação da Terra em relação ao seu plano de eclíptica (plano imaginário formado pelo círculo que a terra faz durante seu movimento orbital ao redor de nossa estrela) que, graças à interferência da Lua, não muda. Por esse motivo há, durante o ano, uma alternância entre os hemisférios terrestres que se voltam para o Sol. Essa característica é a responsável pelas quatro estações climáticas do ano, também, importantíssimas para a vida no planeta.  O mesmo acontece com as marés dos oceanos, que os cientistas afirmam terem sido cruciais ao surgimento da vida na terra.

      Uma curiosidade: A lua tem sempre a mesma face voltada para a Terra.Por quê?  Acredita-se que a força gravitacional da Terra tenha freado muito a rotação da Lua, de modo que seu período de órbita ao redor da Terra passou a ter o mesmo tempo que sua rotação, ou seja, 27,322 dias terrestres. Por isso, ela nos apresenta sempre a mesma face enquanto dá uma volta ao nosso redor.

       Ela é a maior Lua de nosso Sistema Solar, quando comparada ao tamanho do planeta ao redor do qual orbita.

       Certamente, sem a Lua, as coisas seriam muito diferentes por aqui.

emagreca de modo definitivo